Thrash com H

DEMOROU

terça-feira, 19 maio, 2015 por Txuca

Vi ainda agorinha isto aqui no whiplash:

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=PzjSI2FSDCs[/youtube]

Quero dizer… vi o post a respeito disto agora há pouco. Pq o PC aqui tá meio travado pra ver vídeo; e se rola, o áudio tá cortado (deixo no “mudo” pra poder ouvir disco no 3 em 1 aqui ao lado).

Documentário sobre os 35 anos da Cogumelo. Vejam aí e me digam se vale ahah

De qualquer modo, me ocorre pensar:

  1. ainda bem q feito por brasileiros. No estágio atual de penúria do metal no Brasil, só faltava a vergonha de terem q vir uns gringos pra reconhecer os serviços prestados pela loja/selo
  2. parece estar saindo antes daquele documentário sobre o “metal nacional”, com ilustres entoando “hino” especialmente composto pra ocasião
  3. ainda q ñ valha muita coisa o resultado final, soa bem mais interessante q ex-vocalista frango de banda fajuta lançando tributo a si próprio, na chupação do próprio pau mais indecente desde… desde… desde sei lá quando

3 respostas

  1. Colli

    Hoje a noite assistirei. Não é oficial e me parece bem tosco, “baseado” nas primeiras cenas que assisti.

  2. doggma

    A conferir. Valeu pela dica!

    Também sempre achei que se saísse alguma coisa em homenagem à Cogumelo, seria algo feito por gringos. E gringos escandinavos black metal viúvas de Sarcófago e Mutilator.

  3. Colli

    Quase nada demais no documentário, mas sempre vale a pena ouvir essas histórias.

    O mais legal do documentário para mim foram ver as imagens do show do Morbid Angel, que eu não consegui ir na época e o lance do pessoal falando sobre a influência e importâncias das bandas do cast da Cogumelo.

    Muito do que foi falado nesse quesito acho verdade. O Brasileiro nunca deu muita bola para o metal nacional a não ser naquela época do 80´s.

    Acho até que o Ruídos de Minas e esse se completam. Bem legal.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.