Thrash com H

30 ANOS DEPOIS…

sexta-feira, 21 abril, 2017 por Txuca

testamenteiros

… o q ficou?

8 respostas

  1. André

    Cara. Não sei se é comigo, mas, sempre tive a impressão que faltava um finalizador no Testament. A banda é foda, faz bons discos, mas, não o suficientes pra se tornarem clássicos de primeira grandeza. Alex Skolnick parece aqueles prodígios que deram em nada no fim das contas. Ótimo disco de qualquer maneira.

  2. Marco Txuca

    Eu acho q sempre faltou um puta compositor na banda. Nunca tiveram um Jeff Hanneman, um James Hetfield, um Gary Holt, um Mille Petrozza, um Mike, um Dave Mustaine…

    Tudo boa gente, tudo true, banda q só fica mais podreira ao longo da carreira. Mas eternamente segundo escalão.

    Gosto mais deste q do seguinte, com o qual fiz as pazes recentemente. E a capa acho horrorosa.

  3. märZ

    Eu não sou muito chegado no debut do Testament. Comecei com o seguinte, que ainda é meu preferido. Não sei se ficou algo… Talvez um bom rascunho?

  4. doggma

    Acho um clássico B do thrash. Mas ainda um clássico e dos agressivos. Faltou aquele riff, aquele refrão, aquela levada marcante que os colocasse no patamar da 1ª divisão.

  5. Marco Txuca

    Acho q isso ainda falta. Continua faltando.

  6. Jessiê

    Eu gosto dele mas prefiro por demais o new order. Alone in the dark nasceu clássica. As músicas regravadas no Fisrt strik ficaram legais. A produção era bem capenga. Agora o salto de qualidade para o new order é assustador.

  7. Marco Txuca

    Quanto tempo, Jessiê!

  8. Jessiê

    Estava sempre lendo, tempos corridos.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.