Thrash com H

MIKKEY DEE NO “INFERNO”

terça-feira, 15 junho, 2021 por Txuca

Sensacionalista o suficiente a manchete?

Será q já posso virar youtubber? Ahahah Ou virar “colaborador” do whiplash? Sei lá.

Estou inventariando por aqui um monte de Rock Brigade antiga. E tb alguma coisa da revista do “metal nacional”. Num plano de reduzir as edições e ficar somente com as essenciais. E/ou com as q tiverem matérias com Rush e Motörhead.

O print vintage (vulgo foto) acima é duma Rock Brigade de abril de 2005, edição 225, com Masterplan na capa (estavam lançando “Aeronautics”) e com entrevista com Mikkey Dee, respondendo pelo Motörhead, e à época lançando “Inferno”.

(Aham, q sacada!)

Destaquei a parte final – confiando no campo de busca do blog, q me serve de “memória anexa”, já q eu lembrar ou ñ q havia postado isto na época está se tornando remoto – muito direta por parte do entrevistador (Ricardo Franzin) e muito sincera da parte de Mikkey Dee, q ao q consta neste 2021 já teria gravado suas partes num novo do Scorpions.

O q me dizem: material “controverso”? Quão polêmico? Renderia quantas curtidas? Quantos likes esse guerreiro merece?

16 respostas

  1. André

    Se o Thrash Com H fosse um podcast, você poderia colocar no título uma frase do Dee assim: “sinto falta dos velhos tempos no King Diamond”. Bait total!

  2. Marco Txuca

    Infalível tb seria: “Mikkey Dee fala sobre a hipotética volta do Motorhead”, hum?

  3. FC

    “Mikkey Dee: de volta aos tempos de King Diamond”

    “Mikkey Dee: é fácil tocar músicas no estilo King Diamond”

    “Mikkey Dee: eu poderia destruir o que é o Motorhead”

    Sobre o sub-tópico, o que vc vai fazer com as revistas que não quiser mais? Tem algumas que eu queria mas não acho mais, rola fazer uma lista aí pra uma venda num precinho camarada?

  4. Marco Txuca

    É, camarada, nada como alguém de formação pra arredondar meu chiste eheh

    Valeu.

    Quanto às revistas, é mais fácil vc me dizer quais vc estaria procurando. Pq estou me perdendo grandão nas coisas aqui, entre botar em ordem cronológica e analisar quais ficarão…

  5. FC

    Vamos lá, são “apenas” essas:

    114 – Janeiro 96 – Dream Theater
    118 – Maio 96 – Angra
    119 – Junho 96 – Pantera
    121 – Agosto 96 – Kiss
    122 – Setembro 96 – AC/DC
    124 – Novembro 96 – Van Halen
    128 – Março 97 – Melhores do Ano
    130 – Maio 97 – Megadeth
    131 – Junho 97 – Queensryche
    133 – Agosto 97 – Bruce Dickinson
    147 – Outubro 98 – Bruce Dickinson
    150 – Janeiro 99 – Judas Priest
    154 – Maio 99 – Iron Maiden
    162 – Janeiro 2000 – Metallica
    164 – Março 2000 – Melhores do Ano
    165 – Abril 2000 – Iron Maiden
    166 – Maio 2000 – Rage Against the Machine
    167 – Junho 2000 – Aerosmith
    168 – Julho 2000 – Pantera & Stratovarius
    169 – Agosto 2000 – King Diamond & Gamma Ray
    177 – Abril 2001 – Mortification & Dimmu Borgir
    241 – Agosto 2006 – Blind Guardian
    253 – 2007 – Second Life

    Roadie Crew
    20 – Dio
    21 – Pantera
    22 – Dynamo & Gods of Metal
    123 – Angra

    Dynamite
    17 – Faith no More
    24 – Stone Temple Pilots

  6. Jessiê

    De trás pra frente:

    FC sinto informar mas cheguei primeiro hahaha.

    Cara o que eu sempre pensei ele resumiu. Acho incrível as gravações com KD, mas ele ficou maior no Motorhead exatamente por obrigar os pares a melhorar. Mas mesmo assim ele não “poluiu” com notas a mais. A impressão é de total respeito com a banda.

    Mesmo assim sempre consegui identificar as batidas características dele.

  7. Marco Txuca

    O caso de post em q eu me se compliquei….

    De fato, venho num trâmite com Jessiê sobre algumas dessas revistas. Sobretudo das q não quero continuar guardando. No entanto, diante das demandas pra lá de específicas de FC, vou tentar chegar num meio termo (num baricentro?) entre eu, eu mesmo e Irene, Jessiê e FC.

    ****

    E pra corroborar Jessiê, Mikkey Dee é isso: ele melhorou o Motorhead, deu pra banda 20 anos a mais q pouca gente acharia possível. Deu pegada e tb credibilidade. Fez com q se tornassem uma banda melhor.

    Nível acima. Dum nível q nem era baixo.

    E quando Lemmy o apresentava como “the best drummer in the world”, não era exagero, mas reconhecimento.

    Acho q só viúvos muito crônicos de King Diamond não vêem isso.

  8. André

    Os viúvos do KD acham que ele desceu de nível ao entrar para o Motorhead. De outro lado, tem a galera que sequer ouve os discos com o Dee, mas, afirmam que são todos iguais. Então, não sei se essa credibilidade é consenso. Infelizmente. Fiz um intensivão de Motorhead de 1991 em diante e é inacreditável a quantidade de sons fodas completamente negligenciados por pura truzice neanderthal.

  9. FC

    Beleza, tranquilo se da minha lista coincidir alguma que o Jessiê já queria. ;)

    E se o Mikkey Dee deu mais 20 anos pro Motorhead, o Eloy seria o equivalente brasileiro ou nem?

  10. Marco Txuca

    Pô, André, fala mais aí desse teu intensivão. Pq me irrita demais nego (inclusive na “imprensa”; Regis Tadeu, Vitão Bonesso e etc.) q crava q o Motörhead acabou no “Another Perfect Day”…

    ***

    Quanto às revistas, FC, conversei em off com Jessiê e dá pra ajeitar as demandas. Inclusive pq as tuas são bem específicas, e acho q ñ vai surpreender eu ter todas essas Brigade.

    Mas devo inventariar a coisa toda sábado. Te retorno aqui.

    _

    Quanto ao Eloy, acho q sim. Andreas já criou os filhos, Paulo já tá com grana, então é acabar a pandemia e virar mais uns 20 anos de “melhor disco com Derrick e o baterista toca pra caralho”.

    Aliás ainda, outra coisa (q cabe no post “Morbid Visions MMXXI” acima): q baita serviço de utilidade pública vem prestando Eloy e suas lives, hum?

    Iggggor (morando em Londres?) desenterrou bateria e patrocínio e está fazendo tb. Assim como o Amílcar Cristófaro.

    Enquanto q Aquiles fica lá no podcast lembrando da broxada no Dream Theater e vendendo squeeze cuspido.

  11. André

    Marco, eu acho que até comentei com você sobre. Meu conhecimento de Motorhead ia até o Rock’n’Roll. E, eu era da mesma opinião de Motorhead só prestava até ali. Mas, aí resolvi ouvir os albuns de 90 em diante.

    Vou falar dos que mais gostei: Bastards, Sacrifice, Overnight Sensation e Hammered. Os que não gostei nem um pouco: The World Is Yours e Aftershock. O único que não ouvi foi o Bad Magic. Os outros ficam na média. Não achei grande coisa, mas, longe de serem ruins. Dá pra fazer uma coletânea foda.

  12. marZ

    Squeeze Cuspido deveria ser nome de banda punk.

  13. Marco Txuca

    Se alguém quiser montar essa banda, me candidato a participar até como vocalista ahah

    E a demo ou primeiro disco, faria homenagem no título: “Aquilo Presta?”

  14. André

    Mas, tem que usar luvinha e sapatilha.

  15. Marco Txuca

    E máscara de filme de terror, como não?

    Só q a minha seria do Freddy Krueger.

  16. marZ

    Squeeze Cuspido: “Aquilo Presta?”
    deveria se tornar uma realidade, o Braziu merece.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.