Thrash com H

30 ANOS DEPOIS…

quarta-feira, 21 junho, 2017 por Txuca

artilleiros

… o q ficou?

3 respostas

  1. Colli

    hahaha, essa capa é muito tosca. Talvez uma das piores que já vi/lembro.

    O que ficou? Um puta álbum de thrash metal. Ao meu ver bem a frente de muitos da época e olha que estava numa época que não concorria com qualquer um não.

    Nesse ano teve de lançamentos: Among The Living, Into The Pandemoniun, The Legacy(Testament), Keep Of The Seventh Keys Part I, Abigail, Scum do Napalm e Death Screen Bloody Gore.

    É um com uma enxurrada de riffs. Lembro que fiquei alucinado quando ouvi. Não sei se é um clássico, mas certamente dentro do thrash é um álbum obrigatório.

  2. Marco Txuca

    A capa é horrorosa. E eu concordo q a banda era boa, com potencial e bons riffs, mas a produção é tacanha e o vocal estraga tudo.

    Só melhoraram um pouco no seguinte, “By Inheritance”, pra dali acabar. Os discos da volta gosto mais, mas parece q os tempos ñ foram contemporâneos nem justos com a banda.

    Q tá por aí ainda, meio na deles. Se tivessem um degrauzinho acima na cadeira alimentar do metaaaal, valeria a pena q regravassem este e o primeiro. Pelo menos, eu acho.

    E esse post dialoga com este aqui:

    http://thrashcomh.com.br/thrash/2015/08/30-anos-depois-21/

  3. Jessiê

    A única coisa que me lembro é da capa tosca. Acho que nunca ouvi nada da banda.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.