Thrash com H

FEDENTINA

segunda-feira, 25 março, 2019 por Txuca

DISCOS DO PUNGENT STENCH PRA MIM:

  1. “Been Caught Buttering”
  2. “‘Club Mondo Bizarre’ For Members Only”
  3. “Smut Kingdom”
  4. “For God Your Soul… For Me Your Flesh” 

Faltam uns 3 outros, de q tenho curiosidade pelo ep bizarro de tecno/remixes. Valem?

EMBATE 3

sábado, 23 março, 2019 por Txuca

versus

40 ANOS DEPOIS…

sábado, 23 março, 2019 por Txuca

… o q ficou?

COMENTANDO DISCOGRAFIA

sexta-feira, 22 março, 2019 por Txuca

Nirvana

“Bleach” – cru
“Nevermind” – assado
“Incesticide” – (pipoca de) microondas
“In Utero” – frito

“Mtv Unplugged In New York” – congelado
“From the Muddy Banks Of the Wishkah” – requentado

20 ANOS DEPOIS…

quinta-feira, 21 março, 2019 por Txuca

… o q ficou?

VOZES

quarta-feira, 20 março, 2019 por Txuca

Um emoji de rede social sozinho ñ explica ou reflete adequadamente ISTO. Q me gera divagações, em 3 níveis:

  1. ñ importa o quanto custe a melhor guitarra, o quão foda forem as melhores cordas de baixo ou o quão acurado for o som do melhor prato, nem mesmo a capacidade infinita do melhor teclado MIDI: a voz ainda será O instrumento. Por excelência
  2. imagino o nível de satisfação do compositor envolvido (David Paich, no caso), em testemunhar sua música transformada em algo ainda maior do q o q já era. Aquele papo de “já poder morrer em paz” misturado a uma busca de se superar ainda mais no ofício, sei lá
  3. a fisionomia dos integrantes do coral: misturando encantamento com o q estão fazendo ali naquela hora mesmo com alguma sensação até transcendente de estarem fazendo parte DUMA voz, e ñ da MESMA voz, o q vejo em integrantes de coros ou cultos evangélicos cuja expressão é a de estarem arrebanhados, estupidificados, homogeneizados

Troço incrível.

WOODSTOCK DISCOS

terça-feira, 19 março, 2019 por Txuca

por märZ

Acho que todo brasileiro fã de heavy metal sabe da importância da Woodstock Discos na evolução e popularização do estilo no país. Não fosse por Walcyr Chalas e sua iniciativa, não teríamos por aqui álbuns de thrash e speed metal do selo alemão Noise, e bandas como Kreator, Helloween, Destruction, Voivod, Exciter, Tankard, Sodom, Living Death, Running Wild, Death Row, Assassin talvez nunca teriam/tivessem tido lançamentos nacionais.

***

Minha pergunta aos que ainda frequentam aqui é: você chegou a comprar algum dessa leva? Se sim, qual foi o seu primeiro?

O meu foi “Gates to Purgatory”, do Running Wild.

Por algum motivo, a única loja de discos da minha pequena cidade começou a vender o catálogo da Woodstock e, sem saber nada da banda, provavelmente influenciado pela capa (lembram disso?), levei o LPzão pra casa.

Na época eu deveria ter no máximo uns 8 LPs e mais umas 15 fitas cassete gravadas, então ouvi esse álbum até meus pais quase terem um troço. Até hoje gosto muito dele e é meu preferido da banda (aliás, só conheço mesmo os 3 primeiros). Gostei tanto que inventei pros amigos que eles eram conhecidos na Europa como “Os Herdeiros de Judas” porque eu achava seu som bem calcado em Judas Priest.

PUSSY POWER

segunda-feira, 18 março, 2019 por Txuca

DISCOS D@ L7 PRA MIM:

  1. “Bricks Are Heavy”
  2. “Hungry For Stink”
  3. “Smell the Magic”
  4. “The Beauty Process: Triple Platinum”

Os outros 2 nunca vi (pra vender) nem ouvi. Valem?

EMBATE 2

sábado, 16 março, 2019 por Txuca

versus

10 ANOS DEPOIS…

sábado, 16 março, 2019 por Txuca

… o q ficou?

« Previous Entries