Thrash com H

20 ANOS DEPOIS…

sábado, 21 julho, 2018 por Txuca

… o q ficou?

COMENTANDO DISCOGRAFIA

sexta-feira, 20 julho, 2018 por Txuca

Tendo em vista o traço de ibope, me permiti cruzar referências atrozmente.

Annihilator

“Alice In Hell” – A Promessa
“Never, Neverland” – A Violência Travestida Faz Seu Trottoir
“Set the World On Fire” – Na Veia
“King Of the Kill” – Ando Só
“Bag Of Tricks” – Sob o Tapete

“Refresh the Demon” – A Perigo
“In Command (Live 1989-1990)” – Museu de Cera
“Remains” – O Exército de um Homem Só
“Criteria For A Black Widow” – Somos Quem Podemos Ser
“Carnival Diablos” – Novos Horizontes

“Waking the Fury” – Toda Forma de Poder
“Double Live Annihilation” – Túnel do Tempo
“All For You” – Nau À Deriva
“Schizo Deluxe” – Chuva de Contêineres
“Metal” – Várias Variáveis

“Annihilator” – Arame Farpado
“Feast” – Armas Químicas e Poemas
“Suicide Society” – O Exército de um Homem Só II
“Triple Treat” – Quem Tem Pressa Não Se Interessa
“To the Demented” – Até o Fim

MAS ENTÃO…

quinta-feira, 19 julho, 2018 por Txuca

… ninguém tá a fim do ao vivo do Pantera mesmo?

OUTRO NÍVEL

quarta-feira, 18 julho, 2018 por Txuca

Tem quem prefira especular a “volta do Franga com formação original”. Tem quem AINDA ache q metal no Brasil é só Sepultura e Franga.

Tem banda cover de Massacration tocando por aqui. Sério. Tem gente q parece interessada em comprar almofadas do Edu Falasquito.

Tem novidade vinda do Krisiun, já ñ sem tempo. Parece q disco de temática babilônica. Pra sepultar de vez o Morbid Angel.

Achei foda. Capa foda.

Mas sou suspeito. Teria q estar muito ruim pra eu achar ruim.

E a novidade, novidade mesmo, é q agora dá pra cantar junto.

UM ANO DEPO1S…

terça-feira, 17 julho, 2018 por Txuca

… o q ficou?

A NOVE MÃOS

segunda-feira, 16 julho, 2018 por Txuca

DISCOS DO DEF LEPPARD PRA MIM:

  1. “Hysteria”
  2. “Euphoria”
  3. “Pyromania”

E só. Já tive vontade de ter o “Adrenalize”, mas passou.

EMBATE 2

sábado, 14 julho, 2018 por Txuca

versus

1º SOM – 1º ÁLBUM

sexta-feira, 13 julho, 2018 por Txuca

Pink Floyd

1º som: primeira lembrança é “One Of These Days”, daqueles especiais oitentistas q a Globo passava depois do Fantástico. Show da turnê “A Momentary Lapse Of Reason”? Achei foda aquele baixão blues

Depois é q eu viria a conhecer os sons manjados

1º álbum: na verdade foi o compacto de “Not Now John”, do “The Final Cut”, q saiu nacional. Disquinho mesmo. Ganhei numa festa junina (era brinde/prenda) duma escola onde minha mãe lecionava. Meados de 1989. Ainda tenho o disco, q é raro por conter “The Hero’s Return part II”, ñ lançada no álbum.

CIRCUMSTANCES

quinta-feira, 12 julho, 2018 por Txuca

Parece documentário bônus no relançamento comemorativo-remasterizado de “2112”.

Errado. O relançamento comemorativo-remasterizado é q deveria ser o bônus.

25 minutos sem excessos. Alex Lifeson e Terry Brown, produtor do Rush por muito tempo (entre “Fly By Night” e “Signals”), falando de música, instrumentos, artifícios de gravação e etc. O tipo de coisa q eu acho do caralho.

O tipo de coisa q eu sinto uma falta absurda nas biografias bandísticas ou de músicos. Bruce Dickinson, Dave Mustaine, Anthony Kiedis, Kim Gordon, Peter HookNick Mason, por exemplos q me ocorrem. A de Tony Iommi chega a ter um tanto. Falar dos sons, dos arranjos, dos estúdios, das doideiras, de quanto durou fazer um disco específico, essas coisas.

Parece haver uma biografia do Led Zeppelin voltada a esse aspecto, hum?

***

Um detalhe no vídeo acima: a hora em q Lifeson fala da falta de fotos ou registros à época. Se pensarmos o Rush como banda q foi ralando ano a ano (provavelmente a única banda a fazer turnês de TODOS os seus discos) e q nunca esteve num holofote, tvz tenham faltado registros do tipo mesmo.

Menos mal existir ainda a MEMÓRIA. E câmeras pra registrar esse tipo de coisa.

Torço pra q saiam ainda mais documentários deste tipo. Do Rush, destrinchando os demais discos. E de monte de bandas. Pq vida pessoal, intrigas, fantasmas internos e esqueletos no armário acho legais até a página 2. Se trata de pessoas fazendo música. E música é o principal.

Vídeos legendados assim no You Tube tb vão fazendo Keith Richards ganhar anos de vida eheh

30 ANOS DEPOIS…

quinta-feira, 12 julho, 2018 por Txuca

… o q ficou?

« Previous Entries