Thrash com H

20 ANOS DEPOIS…

sexta-feira, 26 fevereiro, 2021 por Txuca

… o q ficou?

NORDLANDS

quinta-feira, 25 fevereiro, 2021 por Txuca

Post citando Bathory pra pagar de tr00 ahahah

***

I) se os noruegueses são xaropes, suecos ñ ficam tão atrás

Silencer. Nunca tinha ouvido falar; até aí, acho q pouca gente de fato. Mas nunca tinha nem ouvido falar da história.

Apareceu pra mim no YouTube do celular, como “The Creepiest Band You Will Ever Hear”, semi-documentário (em inglês) muito bem feito, aparentemente voltado a quem ñ é do metal. Banda com uma demo e um álbum (“Death – Pierce Me” e… “Death – Pierce Me”), toscos e restritos. Obscuros. Putz.

Dá conta da loucura do tal Nattramn (q a página no Metal Archieves confirma o rumor – ?! – de estar institucionalizado), embora como marketing tb me pareça uma puta jogada. Da “banda”, pós-Mayhem, da possível fajutice da coisa e de quem fez o vídeo.

Vai ver, eu é q ando muito sensível. Comprei a veracidade da coisa.

II) finlandeses são esquisitos mesmo

Ñ tenho Netflix, e nem pretendo ter. Ñ enquanto o hype se mantiver. Daí vou descobrindo séries européias bacanas (“Os Vingadores”, “Mulheres da Lei”, “UP 63”) na obsoleta tv a cabo.

E aí, uma série finlandesa, “Nörtti: Dragonslayer 666”, me cai no colo.

Seria apenas sobre nerds – “nörtti” – esquisitos e deslocados em qualquer lugar no mundo. Mas é sobre nerds gamers finlandeses esquisitos e deslocados. Falada em finlandês, ocasionalmente em sueco, vez ou outra em inglês.

Os caras se tratam pelos nicks: Dragonslayer 666 (protagonista e “líder”), Megaman, Obama (o único negão na série), Destroyer 911, Pinokkio etc. Parecia tb ter algum metal na história, já q na primeira temporada “Drago” usa o tempo todo uma camiseta do Motörhead.

Nem. E tudo bem.

Nem é assim uma coisa de outro mundo, aquela série memorável e obrigatória. Tampouco cult. Mas tenho assistido pela esquisitice.

Finlandeses são esquisitos, têm umas rixas com os suecos q ainda ñ entendi, rolam uns personagens ainda mais esquisitos, como o padrastro grego de Drago (curte futebol e parece meio afeminado por isso – ?!), uma gostosa de ascendência árabe disputada entre 2 dos nerds e umas situações surreais do tipo batalha de rap branquelo (em finlandês) à noite e com fogueira. Americanização é mato.

É sobre lealdade, traições e sonhos de gamers em disputar torneios internacionais de videogame. Sério. Está pra começar uma terceira temporada (vídeo acima é o trailer da 2ª), com ida de alguns deles pra torneio em Nova Iorque.

Acho do caralho ler os créditos finais: ñ dá pra entender nada ahah

Bônus de esquisitice, ao mesmo tempo atrativa: episódios duram 15 minutos cada. Provavelmente atendendo ao déficit de atenção do público-alvo. E q o Film & Arts (emissora daqui) passa 4 de uma vez. Às terças à noite. Em uma hora, 4 episódios. Como uma temporada tem 8 episódios, em duas semanas já foi toda.

Tem coisa pior na tv pra assistir.

QU4TRO ANOS DEPOIS…

quarta-feira, 24 fevereiro, 2021 por Txuca

… o q ficou?

ENCARTE: VELVET REVOLVER [2]

quarta-feira, 24 fevereiro, 2021 por Txuca

Dedicatória pesarosa em “Contraband” (2004):

In dedication to Randy Castillo
1950-2002 ‘We miss you brother’

ZAPPA PLAYS SABBATH

terça-feira, 23 fevereiro, 2021 por Txuca

Q eu me lembre, Tony Iommi cita bem por alto em sua autobio a amizade com Frank Zappa.

Tvz eu precise reler “Iron Man” qualquer hora. (Pra rachar de novo, e muito, com o capítulo “Born Again” ahah). Ou então ir atrás das bios zappatistas q um grupo facebúquico de Zappa tem compartilhado ultimamente.

Entregando q eram amigos razoavelmente próximos numa época, do tipo de jantar e sair em fotos junto, num nível de FZ se importar e defender publicamente a música do Black Sabbath. Assim como tb eleger “Supernaut” e “Iron Man” suas preferidas.

Está tudo aí acima, na matéria quase mini-documentário disponível no YouTube. Com direito a imagens e citações diversas. E q conclui com o combinado duma jam num show sabbáthico setentista – alerta de spoiler – q ñ rolou, e tudo bem.

YouTube tb é cultura.

MISFITS, TWILIGHT ZONE…

segunda-feira, 22 fevereiro, 2021 por Txuca

TOP 10 VERSÕES/COVERS DE RAMONES PRA MIM:

  1. “Commando”, Ratos de Porão [“Anarkophobia”]
  2. “Do You Remember Rock’n’Roll Radio?”, Kiss [“We’re A Happy Family – A Tribute to Ramones”]
  3. “Sheena Is A Punk Rocker”, Hüsker Dü [“The Living End”]
  4. “I Just Want to Have Something to Do”, Garbage [“We’re A Happy Family – A Tribute to Ramones”]
  5. “Something to Believe In”, Pretenders [“We’re A Happy Family – A Tribute to Ramones”]
  6. “Eu Acredito Em Milagres”, Wander Wildner [“Paraquedas do Coração”]
  7. “I’m Against It”, Overkill [“Coverkill”]
  8. “Anxiety”, Marky Ramone And the Intruders (duh!) [“Marky Ramone And the Intruders”]
  9. “Pequena Raimunda”, Raimundos [“Lapadas do Povo”]
  10. “We’re A Happy Family”, Bad Religion [“Gabba Gabba Hey – A Tribute to the Ramones” – pra inteirar 10]

UM ANO DEPO1S…

domingo, 21 fevereiro, 2021 por Txuca

… o q “ficaram”?

EMBATE 3

sábado, 20 fevereiro, 2021 por Txuca

versus

ANIVERSARIANTE DO DIA

sexta-feira, 19 fevereiro, 2021 por Txuca

MELHOR/PIOR CAPAS

sexta-feira, 19 fevereiro, 2021 por Txuca

tarefa meio árdua. Nova temporada

New Model Army

melhor capa: “Thunder And Consolation”
pior capa: “No Rest Fot the Wicked”

« Previous Entries