Thrash com H

50 ANOS DEPOIS…

quarta-feira, 21 julho, 2021 por Txuca

… o q ficou?

11 respostas

  1. marZ

    Ficou o primeiro disco do Sabbath que comprei em LP, antes tinha uma fitinha coletanea 60 feita por um amigo. E talvez por isso é um dos que mais gosto.

    Mas nunca tinha visto com letras rosa.

  2. André

    Ficou o último disco true hippie-miçangueiro-nóia da horda antes de tomarem um banho de loja. Ficou o manual do Stoner. Ficou a música de abertura de Friends. Ficou o disco com menos hit da trinca inicial, exceto Children Of The Grave.

  3. Marco Txuca

    “música de abertura de Friends”?

  4. Rodrigo

    Ficou um cheiro de marofa.

  5. André

    https://www.youtube.com/watch?v=sLisEEwYZvw

    https://www.youtube.com/watch?v=mDt7q4fTx5w

  6. Leo

    Gosto bastante do CD!

    E acho que fica um disco com grande influência no metal – mais do que é dito!

    Curiosidade comprobatória: é o disco com mais músicas nas boas coletâneas “Nativity in Black” (4 no vol.1 – 1994 – e 3 no vol.2 – 2000). Mesmo o Paranoid tem “apenas” 6, sendo Iron Man repetida nos dois.

  7. bonna, generval v.

    Ficou o disco que mais se alterna no meu ranking volátil da banda disputando com o Sabbath Bloody Sabbath e com o disco de estreia.

  8. bonna, generval v.

    André, tenho até o box de Friends e não tinha feito esta associação! SENSACIONAL!

  9. Leo

    Sensacional, André!
    Hahahaha

  10. Thiago

    É impossível não adorar o artefato, que, pessoalmente, tendo a ver já como uma evolução rumo ao “Sabbath Bloody Sabbath” ou “Sabotage”, vide “Embryo”, “Orchid” ou “Solitude”.

    E, claro, “Into the Void” compete com muita força pelo título de melhor riff do senhor Iommi.

  11. Marco Txuca

    Esse lance da capa, ou capas, alguém sabe ou explica?

    Essa acima é a do meu cd. Já vi com o título em laranja, com as fontes coloridas, todas vazadas…

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.