Thrash com H

DIFÍCIL DE ENTENDER?

terça-feira, 29 dezembro, 2020 por Txuca

PIOR para vc.

Contexto: Vinícius Carvalho é um esquerdista q acompanho no Facebook e com quem me identifico. Concordo com 98% das extensas postagens dele. Petista da Baixada Fluminense, mora em Florianópolis e é extremamente crítico em relação à própria esquerda dogmática, hermética e/ou “cirandeira” (hipster). Parece ter um perfil no Instagram tb (ainda ñ procurei) em q posta sobre política e metal.

Entende pra caralho de metal tb, sobretudo thrash e death metal. Mas ñ só. E tb por isso recomendo procurar.

De resto, o print acima fala mais do q qualquer coisa q eu poderia. Mas os amigos por aqui fiquem à vontade pra falar/comentar.

5 respostas

  1. André

    Essa ação do Gordo e do Padre Lancelloti em prol dos moradores de rua é inominável.

    Sobre o Vinícius Carvalho, procurei o perfil e só encontrei a de um político crente e bolsonoia. Mas, gostaria de segui-lo.

    Sobre velho punk e reaça: infelizmente, só agora as pessoas que esses existem em quantidades significativas no meio. Pessoal que nunca teve ali por ali pelo som e pelas ideias, mas, só pelo rolê mesmo e pra pagar de fodão. O que é pior que no caso do heavy metal, por ser um estilo muito politizado e onde, supostamente, há pessoas mais esclarecidas sobre o assunto. É pilantragem mesmo.

  2. André

    *só agora as pessoas perceberam

  3. Leo

    Cara…

    Aí estão dois dos maiores ícones do ativismo social atual nesse país tão solapado pela indignidade e pelo reacionarismo:
    Padre Júlio Lancelotti é um monstro e uma das pessoas que me fazem ter muito respeito pelo que sobrou dessas correntes da igreja católica; e o Gordo, muito mais que um punk, é um cara que entendeu que pode usar o espaço de “influenciador” pra pautar uma série de debates importantes na nossa sociedade.

    Muito mais que qualquer programa de responsabilidade social de qualquer empresa, esses caras arriscam a própria vida na pandemia, pq os dois são mega grupo de risco, pra cuidar de quem tem nada ou quase nada.

    Do caralho!
    Sou muito fã!
    De ambos!

  4. märZ

    É inspirador ver a jornada desse cidadão João desde a época de “Descanse Em Paz” (quando tomei conhecimento da banda e comprei o referido disco) até os dias atuais. Se tornou uma pessoa em quem podemos nos inspirar, e isso é mais difícil do que se pensa.

    Já sobre o padre, pouco sei. Mas interessante também observar que as vertentes cristãs evangélicas neo-pentecostais midiáticas vêm cagando tanto o pau que até limparam a barra do catolicismo, o grande vilão até os anos 90.

  5. Leo

    https://www.instagram.com/tv/CJeN-7rn4Eq/?igshid=17we0fbwl0v12

    Vale a pena assistir.
    De verdade.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.