Thrash com H

BRAZIL, O FILME

sexta-feira, 25 novembro, 2011 por Txuca

Percam tempo lendo a (ñ tão) extensa análise sociológica do Brazil, por Duff McKagan, traduzida no whiplash:

http://whiplash.net/materias/news_845/142789-loaded.html

De minha parte, pra início de papo, uma dúvida: sujeito articulado assim, e ainda é baixista? eheh

8 respostas

  1. doggma

    Legal a analogia que ele fez com LA. A mesma merda, diferentes lugares.

    O cara é bem articulado mesmo. Ri bagaraio nessa parte: “a cidade era mais uma vez um antro de vício, crime e gangues. Por mim tudo bem, porque eu era, porra, eu só tinha 19 anos e estava afim da aventura”.

  2. guilherme

    Se não me engano ele é formado em economia e presta consultoria para bandas. Depois de ser chutado do Guns ele foi estudar. Sujeito esperto.

  3. Marco Txuca

    Faz sentido, guilherme, se assim se deu.

    Daqui a pouco, monta escritório McKagan & Ellefson ahah

    Baixistas ficam lá só no “mizão” e conseguem tempo livre pra empregos de verdade! ahahah

  4. marZ

    Por falar em baixistas, o que Jason Newsted anda fazendo?

  5. Marco Txuca

    Depois do fiasquento “momento Voïvod”, em q nem a banda conseguiu se valer da “fama” dele, nem ele conseguiu se impregnar da truezice da horda – até pq o guitarrista morreu – deve estar contando dinheiro em casa, enquanto agüarda convite pra participar de disco novo do Sepultura ou reunion milionária do Quarteto de Pinga…

  6. FC

    Jason Newsted demorou pra lançar um disco com Dave Mustaine! Os dois devem ter muita conversa em comum, sobre temas como obsessão e trauma pós-demissão.

    Off-topic: Txuca, o cd é legal. Só tinha ouvido o “Nem Polícia…” e o “Quarto Golpe”, achei que esse foi na mesma linha, talvez um pouco mais “blues”. Mais pro final dá uma caída, mas no geral gostei. Valeu!

  7. Marco Txuca

    Acho q a afinidade do Jason tvz seja maior com o Blaze Bayley. Ambos depressivos, poderiam montar alguma banda q tivesse forcas ou comprimidos na decoração do fundo do palco.

    E o Golpe De Estado, cara, mesmo quando ñ é muito bão (“Quarto Golpe” ñ acho tão inspirado), ainda assim é bão. As “caídas” ao final – “Vagablues” (chupim de Gov’t Mule), “Barriga Da Mãe” e “Os Mil Sóis” – leva tempo pra acostumar. São legais tb.

  8. Marco Txuca

    Passado tempo, matéria do UOL sobre os conhecimentos financeiros de Duff:

    http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/valor/2011/12/30/como-um-roqueiro-do-guns-nroses-virou-um-guru-dos-investimentos.jhtm

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.