Thrash com H

20 ANOS DEPOIS…

sexta-feira, 8 outubro, 2021 por Txuca

… o q ficou?

Uma resposta

  1. Thiago

    Mesmo sendo fanático inveterado pela horda, considero “Destroyer of Worlds” um dos álbuns mais pálidos do Bathory. Excessivamente longo, gravação e mixagem ruins, e, o pior, musicalmente perdido, um limbo entre as duas fases da banda.

    Gosto muito de “Lake of Fire”, da faixa-título (apesar de ser um plágio sem vergonha de “Hell Awaits”) e de “Death from Above”, quase um thrash. “Liberty & Justice”, por outro lado, concorre a pior música da horda.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.