Thrash com H

CLIPES DE METAL

terça-feira, 14 setembro, 2021 por Txuca

Toda vez em q me deparo com videoclipes de envergadura como estes aqui (ñ aqueles lyric videos corriqueiros), duas dúvidas me ocorrem, cíclicas:

  1. quem paga esse tipo de arte ainda? Será q obtém retorno?
  2. a quem se dirige esse tipo de arte visual ainda? Algo reconfigurado apenas pra YouTube e meios digitais?

O Hypocrisy tinha avisado, de leve, q disco novo estava a caminho. “Worship”. Nenhuma surpresa ou inovação veio junto (e ñ tenho nada contra, muito pelo contrário) de “Chemical Whore” – se o som for representativo assim do todo – a ñ ser uma bem-vinda voz gutural de Peter Tägtgren.

E esse clipe… Porra, há muito ñ via um clipe tão bem-produzido (excluído os dos borderlines do Rammstein) no heavy metal. Muito foda, quase um curta-metragem. Provavelmente envolveu storyboard, escolha de elenco e cenários para tal.

Ou é tudo digital e eu estaria procurando coisa?

***

E este do Aborted (já lançaram uns outros 2 do mesmo disco novo), de animação, meio criando o Scooby-Doo Metal?

Pra quem tem idade de sacar a referência, é um bônus ahahah

Ao mesmo tempo, vejamos antes q os estúdios Hanna-Barbera mandem tirar, ñ?

Assim: sempre curti videoclipes. E de metal tb. “Seasons In the Abyss”, “Return to Serenity” (meio na veia “The Unforgiven”), “Heatwork” e “I Can” são alguns q agora me ocorrem dos quais ñ consigo dissociar imagem e som. Meio q um recurso velha guarda, q os próprios canais de videoclipe – tornados emissoras de reality show – acusaram a falência.

Gravava clipes de monte em vhs em tempos de videocassete. E sinto falta de ligar aqui uns canais musicais (BIS, Mtv e Vh1) e ver videoclipes dessa época, ou até um ou outro dessa safra de videoclipes de heavy metal.

[aliás, heavy metal completamente ignorado, em se tratando de canais q passam vídeos de Coldplay em horas de passar vídeos de “rock”…]

Q tem até um sujeito aí de animações q fez clipes bem legais de Obituary e Testament recentes.

Mas acho um saco ficar vendo videoclipe no celular ou notebook. Provavelmente preciso comprar uma smartv, é isso?

2 respostas

  1. André

    Gostei mais dos vídeos que dos sons. Especialmente, do Aborted (adoro Scooby-Doo). Não sou escolado nas hordas, então, não sei até que ponto são sons típicos ou não dos caras.

    Quanto ao retorno financeiro disso tudo: imagem é tudo hoje em dia. O clipe do Hypocrisy tá com mais de 300 mil visualizações. O do Aborted com mais 50 mil. Em menos de uma semana. E, o iutchube (como diz o Régis Tadeu) abrange um público maior que essas bandas jamais alcançariam de outra maneira. Ou não? Sem contar o merchandise que isso gera.

    Sei lá.

  2. bonna, generval v.

    Se não quiser investir em uma smartv, compra um tvbox e ela “vira” uma. Vc encontra por volta de R$200 no Mercado Livre. Só vejo YouTube desta forma… quando leio algum post ou matéria que tem vídeo inserido, clico na opção “assistir mais tarde” e no fim do dia vou pra tv conferir a lista.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.