Thrash com H

20 ANOS DEPOIS…

sábado, 16 maio, 2020 por Txuca

… o q ficou?

10 respostas

  1. Tiago Rolim

    Um disco massa. Mas difícil. Quando saiu demorei p gostar. Não ajudou o fato de na época, está com abuso DO Pearl Jam e mergulhando em outros sons. Só de uns 10 anos p cá que caiu a ficha desse disco. O seguinte, Riot Act acho bem melhor.

  2. Marco Txuca

    Do q andei lendo, parece ser considerado unanimemente um “disco difícil”. Parece o disco q os fãs ñ curtem tanto. Alguma razão específica pra isso?

    Pergunto, pq meu olhar pra PJ ñ permite distinguir, fora o primeiro disco, um disco do outro ahahah Acho tudo igual.

    (e falo com a propriedade de quem já foi casado com uma baita fã)

  3. märZ

    Comigo é parecido: tirando o primeiro e talvez o segundo, o resto não consigo diferenciar.

  4. Jessiê

    Deve ter qualidade (a banda) vendeu horrores. Mas ainda continuo passando.

  5. Marco Txuca

    Pearl Jam pode ser considerada uma cult band?

  6. FC

    Pelo menos no Brasil, não. Por aqui só toca em estádio lotado e é típica banda de rock para quem se acha “eclético”. Ou seja, quem vai no show da Anitta, do Lenny Kravitz e do Pearl Jam como se fossem a mesma balada, ou vai no bar de rock no Bixiga pra ouvir as MESMAS de sempre.

  7. Marco Txuca

    Assim tb me parece, FC.

    Uma geração idêntica posterior à geração dos “roqueiros Guns N’Roses” (nada contra o GNR) q uma vez um artigo na Folha definiu: “os roqueiros fãs de GNR começaram a curtir rock no GNR e só conhecem GNR”. Era sobre o show do Rock In Rio… 2001?

  8. André

    É o primeiro disco com o Matt Cameron. Mas, não sei se fez muita diferença. Pearl Jam é Pearl Jam. Qualquer desvalido que botarem ali, vai soar a mesma coisa. Até por uma questão de Eddie Vedder.

    Na boa, é o típico disco do PJ pós-Vitalogy. Tanto pro lado bom quanto pro ruim.

  9. Marco Txuca

    Matt Cameron nessa banda acho total desperdício. Pra quem foi do Soundgarden e tocou nos discos solo de Geddy Lee e Tony Iommi então… Só tá lá pelo trampo. Uma bateria eletrônica no lugar dava no mesmo.

    E o q teria o “Vitalogy”? Tipo um último disco relevante da banda?

  10. André

    Sobre o Vitalogy: exato. Inclusive, comercialmente. Foi aquele último disco que gerou hits e tal. Também foi o que estabeleceu o que seria o som da banda a partir dali. Para o bem e para o mal.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.