Thrash com H

THE MAIN MONKEY BUSINESS

quinta-feira, 6 fevereiro, 2020 por Txuca

Com menos saco q Tammy Gretchen e Carlucho Bostonaro juntos de comentar os tais xingamentos de Gloria Sharon Osbourne Cavalera pra cima de Derrick Fumaça. A real é q nem li.

E com menos ainda pra reiterar o padrão. Já aconteceu da última vez em q o Sepultura estava pra lançar disco novo. Nem fui caçar o link antigo pra linkar aqui agora. Nem o da treta atual (deve estar no whiplash). Reitero minha suspeita de q tudo é armado, ajeitado, combinado. Coca-Cola concorrente da Pepsi. Simbiose. Um “lado” ñ vive sem o “outro”.

E quem perde? O público q se animar com o Sepultura novo (“o baterista é foda, meu”/”melhor da fase Derrick”) e for a show pra ver a banda tocar quase só Sepultura da “era Max”; a molecada q for a show do Soulfly q vier pra cá (Claustofobia abrindo?) e tiver o Igggggor participando e tocarem 1/3 de setlist de Sepultura velho mal tocado.

Mas fiquem à vontade. De diferente só tenho a acrescentar uma indagação:

Derrick, um inocente útil?

13 respostas

  1. FC

    Não acho que foi armado, mas é algo que não acrescenta nada e que ninguém se importa.

    Quase como o Sepultura.

  2. märZ

    Concordo com FC. E reitero: “Machine Messiah” é legal e esse novo promete algo no mesmo nível. Vazou, vou baixar hoje.

  3. märZ

    Parte dos review da Metalstorm: Quadra is a very enjoyable metal album. It mixes raw thrash with tribal percussion, orchestral elements, choirs, progressive parts, emotive melodies, and clean vocals in a way that feels cohesive and unique at the same time.

    Estou na última música no momento, e gostei muito! Melhor com Derrick até agora, e o baterista é foda!

  4. FC

    Mas falando sério, chefe, pra você que é do ramo, o baterista é foda ou não?

    Porque já ouvi gente em quantidade considerável dizendo que o melhor baterista da história do Sepultura foi o Jean Dolabella e que foi um desperdício ele não ter continuado.

  5. Marco Txuca

    Eu diria q concordo com tudo. O tal Eloy é um puta baterista, e pra mim o melhor q já passou pelo Sepultura. Igggor sempre foi “baterista do Sepultura”, nunca baterista.

    Só q o cara sobra na banda. Fica estranho. E os elogios a ele ficam por preguiça de quem louva e por incompreensão das músicas. Parece uma certa época em q filmes eram elogiados pelo tanto de efeito especial q tinham, lembra?

    O Dolabella me parece q era o cara certo pra banda. Até pra antagonizar com o Kisser; parece q compunha tb, ou tinha senso composicional. Tinha timing de business, vai ver por isso se encheu e saiu. E tb sobrava em relação ao Igggor, atual baterista de Pro Tools.

  6. märZ

    Ouvi duas vezes, farei um post a respeito.

  7. Jessiê

    Não sei do que se trata, não acompanho “Suvaco” (versão Caras do metal em um munto nem tão alternativo). Mas vou ouvir com atenção o novo ir em um show só se for perto de casa…

  8. Marco Txuca

    Tô sabendo de gente q tá pirando com o “Quadra”, q saiu ontem. Tiago Rolim é um desses. Aguardem post märZiano na terça feira.

  9. André

    Baixarei e opinarei com propriedade. O Machine Messiah não achei essa Coca-Cola toda não.

  10. FC

    Ouvi ontem. Melhor da fase Derrick e o baterista é foda.

  11. Tiago Rolim

    Meu, a tua birra com o Sepultura merece um estudo freudiano com sessões intensas de hipnose e regressão kkkkkkkkk
    Desde 2006( há 14 anos!!!!!!), que os caras só desovam discos naquela variância entre muito bons e ótimos. Esse novo não é diferente. Mas, não é o melhor “da fase Vera Verão”. Esse tem nome e idade já; é o Kairos de 2011. Mas mantém a média lá em cima. E realmente o moleque é insano. E. Não só pq toca bem. Todas as músicas são compostas por Andreas e ele. Derrick fez todas as letras.
    Enfim… Mas um puta disco que os detratores vão falar mal sem nem ouvir…
    E p falar da nação irmã, faz tempo que o Sepultura engole Max nos seus lançamentos recentes. Iggggggggggggggggggggor não merece comentário. É digno de pena.

  12. märZ

    Assisti ao video resenha do Banger TV pelo Sam Dunn e ele comenta algo interessante: antes, se mencionava duas fases distintas do Sepultura; fase Max e fase Derrick. Agora, já dá pra distinguir 3 feses: fase Max, fase Derrick pré 2010 e fase Derrick pós 2010.

    Faz sentido pra mim, pois mudou muito de 2010 pra frente.

  13. Marco Txuca

    Guardem munição pro post märZiano de amanhã!

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.