Thrash com H

50 ANOS DE HEAVY METAL

quinta-feira, 13 fevereiro, 2020 por Txuca

6 respostas

  1. Jessiê

    Big Bang. Atemporal. Riffs que influenciam desde então. Bateria meio estranha pra época com uma batida forte e de personalidade. Um vocalista carismático um baixista fantástico. Um blues aqui muito jazz ali. Uma capa antológica. Nasceu o metal. Nasceu a maior banda do universo e mudou minha vida, como já escrevi por aqui. Fico até emocionado. Sabbath é sem palavras já que não dá pra explicar o sentimento que esses riffs causam a 50 anos.

  2. André

    Um novo capítulo na história da música. Mais alto, mais barulhento, mais satânico e com uma das capas mais fodas já feitas. Fariam discos melhores ainda, mas, a gênese está toda aqui. Influente é pouco pra esse disco.

  3. Tiago Rolim

    Isso equivale ao cometa que acabou com os dinossauros. Dizimou o passado e deu um novo início à música.

  4. Marco Txuca

    Pego a deixa: gosto de pensar q antes de “Black Sabbath” música era só os cantos dos pássaros e o Agnaldo Rayol.

  5. märZ

    Tanto já foi dito sobre esse album que eu nem sei o que dizer.

  6. Marco Txuca

    Um acréscimo:

    http://www.virgula.com.br/musica/apos-50-anos-saiba-quem-e-a-bruxa-da-capa-do-1o-album-do-black-sabbath/

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.