Thrash com H

UM ANO DEPO1S…

sábado, 9 fevereiro, 2019 por Txuca

… o q ficou?

3 respostas

  1. FC

    Parei no Gothic Kabala, vc tem acompanhado? Tá valendo?

  2. Marco Txuca

    Fez bem, camarada: “Gothic Kaballah” já era excessivo, duplo e cheio de embromation. Mas com cara de Therion ainda.

    Veio dvd foda, cd em francês dispensável e um “tempo pra compor uma ópera”. Veio “Beloved Antichrist”. Q ñ é uma ópera composta por Cristofer Johnson, mas uma de sei lá qual século adaptada, nota a nota, cena a cena.

    E aí vc imagina uma banda q já deu tudo o q tinha q dar, com uma formação q nada mais são q uns paus mandados (exceção à incrível Lori Lewis)… lançando ÁLBUM TRIPLO.

    Trouxe de Londres em agosto último e ainda ñ consegui ouvir inteiro. Quase consegui o primeiro disco, mas dormi durante. Muita coisa, e o pior: sem um riff ou gancho q nos prenda. Tá no pendrive pra ouvir no carro, mas…

    Li resenha online louvando, dizendo q musicalmente a “banda” repassou suas várias fases pelos sons, mas ñ consegui ter essa visão. E o q vai ficar pra mim, por muito tempo, é sujeito de selo por aqui lançando enquete online se pessoas comprariam o disco relançado por ele em embalagem de papelão, sem fotos e faltando encarte.

    Precisa dizer q ñ lançou?

  3. FC

    “relançado por ele em embalagem de papelão, sem fotos e faltando encarte”. Caraca, pessoal perdeu a noção completamente.

    E eu lembro de uns anos atrás o Christofer Johnsson publicar que ia encerrar a carreira por causa de problemas na coluna, postou foto com colar cervical até, mas deve ter melhorado.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.