Thrash com H

MELHORES DE 2018

quinta-feira, 10 janeiro, 2019 por Txuca

Listagem dum ano denso e tenso. Q torço mesmo q ñ tenha sido a “1ª temporada” de 2019.

Segue

MELHORES ÁLBUNS DE 2018, PRA MIM:

  1. “The Wake”, Voïvod
  2. “Coded Smears And More Uncommon Slurs”, Napalm Death
  3. “Scourge Of the Enthroned”, Krisiun
  4. “Ritual”, Soulfly
  5. “Rainier Fog”, Alice In Chains
  6. “Hadeon”, Pestilence
  7. “Firepower”, Judas Priest
  8. “We Doom We Come”, Summoning
  9. “Queen Of Time”, Amorphis
  10. “Beloved Antichrist”, Therion

 

MELHORES ÁLBUNS ADQUIRIDOS EM 2018, MAS LANÇADOS NOUTRAS SAFRAS:

  1. “Imaginary Diseases”, Frank Zappa
  2. “The Power to Believe”, King Crimson
  3. “The Outer Limits”, Voïvod
  4. “Infini”, Voïvod
  5. “Get Some Go Again”, Rollins Band
  6. “Tonight”, Franz Ferdinand
  7. “Wild Card”, ReVamp
  8. “Wild Mood Swings”The Cure
  9. “Dream”, Kitaro
  10. “Terminal Redux”Vektor

PIORES ÁLBUNS ADQUIRIDOS ANO PASSADO; LANÇADOS OU Ñ EM 2018

  1. “Novas Famílias”, Marina Lima
  2. “Stand Up”, Dave Matthews Band
  3. “Small Soldiers” – trilha sonora
  4. “Little Broken Hearts”, Norah Jones
  5. “Rock And Road”, Ivan Busic
  6. “Artist Collection”, Iggy Pop [coletânea lados z]
  7. “Clandestino”, Mano Chao
  8. “57th & 9th”, Sting
  9. “Unbreakable”, Scorpions
  10. “Ultima Ratio”, Superior

MELHORES LIVROS Q DESOSSEI EM 2018 E Q ME ATREVO A RECOMENDAR:

  1. “The Smiths: A Light That Never Goes Out” – Tony Fletcher
  2. “As Melhores Entrevistas da Revista Rolling Stone” – Jann S. Wenner/Joe Levy
  3. “Autobiografia (e Para Que Serve Esse Botão?)” – Bruce Dickinson
  4. “50 Anos de Jornada nas Estrelas – Vol. 1”
  5. “I Was A Robot” – Wolfgang Flür
  6. Tropa Alfa – John Byrne [coleção encadernada Salvat]
  7. “EU, S.A. – Construa um Exército de um Homem Só, Libere seu Deus Interior (do Rock) e Vença na Vida e nos Negócios” – Gene Simmons
  8. “Confesso Que Perdi” – Juca Kfouri
  9. “Renato Russo – o Trovador Solitário” – Arthur Dapiève
  10. “O Jogo da Minha Vida” – Paulo André [pra inteirar 10]

Graças (SQN) ao celular, li muito pouco este ano. Estou com 3 livros “pendurados” (iniciados, ñ completados), sendo um – iniciado em 2015 – diário de filmagem de “Fitzcarraldo” (de Werner Herzog), e outro de crônicas compiladas da Carta Capital do “dr.” Sócrates. Qualquer hora retomo

SHOWS DO ANO:

  1. Iron Maiden – O2 Arena (agosto)
  2. Triptykon – Carioca Club (maio)
  3. L7 e Soul Asylum – Tropical Butantã (dezembro)

PREVISÕES PRO ANO:

Ñ vindo “controle” da internet, censura de shows e o desmonte do Sesc, tá tudo lindo. Rindo pra ñ chorar.

5 respostas

  1. bonna, generval v.

    Como assim não gostou do “Clandestino” do Mano Chao?

    Repriso minha lista feicebuquiana:

    SHOWS assistidos em 2018
    – Depeche Mode – Allianz Park/SP
    – At The Drive-in – Circo Voador/RJ
    – Alice in Chains – Km de Vantagens/RJ
    – Roger Waters – Maracanã/RJ
    – Kadavar – Festival Hocus Pocus/RJ
    – Chico Buarque – Vivo Rio/RJ
    – B-Negão & Seletores de Frequência – SESI Macaé/RJ
    – Radiohead – Jeunesse Arena/RJ
    – Judas Priest – Km de Vantagens/RJ
    – Ira! – Circo Voador/RJ

    LIVROS lidos em 2018
    – O Estranho Misterioso – Mark Twain, 1916 (póstumo)
    – Crônica de Uma Morte Anunciada – Gabriel García Márquez, 1981
    – Dom Quixote de la Mancha – Miguel de Cervantes, 1615
    – Medo Clássico – Edgar Allan Poe, 2017 (coletânea de contos)
    – Led Zeppelin – Quando os Gigantes Caminhavam Sobre a Terra – Mick Wall, 2008
    – O Espiritismo Aplicado – Eliseu Rigonatti, 2007
    – Choque de Cultura – 79 Filmes Pra Assistir Enquanto Dirige – Caito Mainier, Raul Chequer, Daniel Furlan, Leandro Ramos, 2018
    – I’m Your Man – A Vida de Leonard Cohen – Sylvie Simmons, 2011
    – Minha Vida Como Um Ramone – Marky Ramone, 2015
    – O Salmão da Dúvida – Douglas Adams, 2002 (coletânea póstuma de textos inéditos ou quase)

    DISCOS ouvidos e lançados em 2018
    – Fantastic Negrito – Please Don’t Be Dead
    – A Perfect Circle – Eat The Elephant
    – Phill Campbell And The Bastard Sons – The Age Of Absurdity
    – SLEEP – The Sciences
    – ohGr – Tricks
    – Lucifer – II
    – Alice In Chains – Rainier Fog
    – Merdada – Hang Loose para Jesus
    – Ghost – Prequelle
    – The Prodigy – No Tourists

    FILMES assistidos em 2018
    – O Estranho Que Nós Amamos – Don Siegel, 1971
    – Visages, Villages – Agnès Varda, 2017
    – Com Amor, Van Gogh – Dorota Kobiela, Hugh Welchman, 2017
    – Era uma Vez na América – Sergio Leone, 1984
    – A Promessa – Sean Penn, 2001
    – Você Nunca Esteve Realmente Aqui – Lynne Ramsay, 2017
    – Indomável Sonhadora – Benh Zeitlin, 2012
    – Marshall: Igualdade e Justiça – Reginald Hudlin, 2017
    – Sonhos de um Sedutor – Herbert Ross, 1972
    – A Pé Ele Não Vai Longe – Gus Van Sant, 2018

  2. bonna, generval v.

    correção de show:

    põe
    Glenn Hughes – Circo Voador/RJ
    na quinta posição e some com o Ira!

  3. Marco Txuca

    “Clandestino” são 15 músicas iguais com vocais um pouco diferentes entre uma e outra ahah

    Prefiro o do Ira!

  4. André

    Boas dicas

    Esse Novas Famílias da Marina já foi lixo só por causa daquela homenagem aos coxinhas. É foda quando a pessoa tenta tirar sarro de algo e acaba virando a piada.

    Eu não vejo a hora de ler esse livro do Gene.

  5. Marco Txuca

    Eu ñ diria melhor sobre a Marina Lima. Tentou se apropriar do zeitgeist mas falhou. Embora ñ tenha comprado por causa desse som.

    Aliás, por nenhum som. Comprei por estar 10 golpes (ainda) na Saraiva.

    Quanto ao livro, recomendo. E se ñ for levado demais a sério, rende boas risadas. O cara é foda.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.