Thrash com H

KING OF THE CACHOEIRO CREATION

terça-feira, 11 setembro, 2018 por Txuca

Da série “discos imaginários”

Embora eternamente lembrado como o “ex-vocal do Amputation“, neste álbum RC conseguiu trilhar outros novos caminhos, com excelência.

Fez verão a afável “Como É Grande o Meu Rancor Por Você”, tanto quanto o mais perfeito hit de karaokê “As Curvas da Estrada Pra Oslo”. No entanto, o hino legado em “Ódio Sem Limite” é, indiscutivelmente, “Anticristo”, de refrão contagiante (contagioso?) bradado até hoje por qualquer ser, imaginário ou ñ, em qualquer encruzilhada.

“Anticristo, Anticristo, Anticristo eu estou aqui!”

Quem nunca o entoou nalguma viela escura brandindo um machado imaginário, q vá a alguma igreja se benzer e se enclausurar. Pq eu nunca fiz amigos tomando água benta.

Clássico mais q obrigatório.

2 respostas

  1. märZ

    Evil has no boundaries.

  2. André

    O Rei do Mal.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.