Thrash com H

BRUCE BRUCE

terça-feira, 15 maio, 2018 por Txuca

Li em 2 dias as 320 páginas de “Para Que Serve Esse Botão?”, autobiografia de Bruce Dickinson.

E ñ me sinto capaz de resenhá-la. Risco grande de spoilers. Melhor entregar as mortes em “Vingadores Guerra Infinita” ahah A quem tiver curiosidade, sobra recomendar imensamente. Sinceridade, petulância e humor (negro) britânico em dosagens cavalares. Aquilo de eu me pegar rachando o bico várias vezes.

Bastidores inéditos do Iron Maiden são revelados, tanto como “podres” esquizóides de Martin Birch. Há muito papo sobre aviação e esgrima tb. Me calha citar omissões: como a de ñ citar o episódio da ovada orquestrada por $haton Osbourne e Zakkarias Selvagem, tampouco quaisquer citações a casamentos e filhos. Citados meramente na dedicatória inicial.

O cabra ainda nos poupa de episódios já bem conhecidos, como o de seu nome ser Paul e/ou a rejeição às suas sugestões em “Somewhere In Time” – pra q repetí-los, se dá pra falar de seu show solo em Sarajevo ou sobre as condições e $$$ alto ganho no Rock In Rio 1985?

Enfim.

https://www.youtube.com/watch?v=-nP4AZt0_tc

O post aqui visa aproveitar sonoramente algumas das passagens contidas ao longo da leitura.

Acima, o som de abertura de “Shock Tactics”, 3º disco do Samson, ao vivo no Reading Festival em 1981, em mesmo dia em q rolou o convite à Donzela. E de comentário fantástico no You Tube:

classic! Rob Halford on vocals, before he joined Def Leppard” ahaah

A outra citação é dum tal Gordon Giltrap, de quem eu nunca tinha ouvido falar. No capítulo referente ao “Peace Of Mind’, quando se cogitava uma – a – intro pra “Where Eagles Dare” q fosse parecida com uma virada presente em “Heartsong”, a qual Nicko McBrain gravara.

Nada muito a ver, mas reparem o logo. Som de 1977. Influências chupinescas xerocadas descaradas?

7 respostas

  1. Jessiê

    Já tinha ouvido falar que era muito bom. Está na lista de compras do mês. Mas me diz duas coisas: Quanto foi? Tem alguma passagem sobre o Paul? Sempre me pareceu que o Bruce dava uma ignorada.

  2. Marco Txuca

    É muito bom. Nos quesitos franqueza e sinceridade. Paguei 50 golpes numa Saraiva, mas ouvi falar q on line tem pela metade. Sei lá.

    Paul Di’Anno é vagamente citado, qdo do convite q fizeram a ele, após show do Samson, linkado acima. Qdo pergunta: “e o vocalista atual, Paul, sabe q será demitido?”

    Assim como fala do Blaze bem de passagem. Aliás, dentre os integrantes do Maiden me decepcionei haver pouquíssimas citações. O mais citado? Steve Harris.

    E nem sempre de modo elogioso.

  3. märZ

    No Amazon.com.br tá em torno de 30 cruzeiro. Quero muito ler, mas vou encomendar em inglês.

    Quer dizer, depois que as outras 4 compras que fiz do site gringo finalmente chegarem, o que tá levando muito mais tempo do que o de costume.

  4. Jessiê

    Seria soberba ou só o jeito inglês de ser? Tem pinta de ghost em algum momento ou só um organizador de ideias?

  5. Marco Txuca

    É mais o jeito inglês de ser. Petulante, beirando o abusado. Diria q é dos seres mais autoconfiantes à disposição.

    Aliás, em determinado momento ele narra inconveniências de backstage q ele causou. Por estar se achando, e tal.

    Ñ me parece haver ghost writter, a ñ ser mais no fim, mais descritivo q repleto de sacadas e ironias. Sujeito sabe escrever e se zoar tb.

  6. André

    Tem o suposto episódio com o Nikki Sixx?

  7. Marco Txuca

    Ah, sim. Tb ñ.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.