Thrash com H

30 ANOS DEPOIS…

quinta-feira, 17 maio, 2018 por Txuca

… o q ficou?

6 respostas

  1. nada.

  2. Jessiê

    Eu meio que gosto. O problema é que ficou entre o equivocado “turbo” é o clássico “painkiller”. Mas foi um boa tentativa depois da frustrada melada em turbo. Na verdade é meio que sobras menos sintetizadas do anterior. É o segundo pior álbum dos 80, só perde pro turbo mesmo. Dizem que deram uma polida para ficar diferente do anterior e mais pesado…

  3. märZ

    É isso mesmo, Jessiê. São sobras do “Turbo”, com uma produção mais pé no chão. Eu curto esse album, comprei o LP em 1989 e tenho até hoje. Tirando algumas derrapadas, ficou um bom disco de heavy metal tradicional.

  4. märZ

    Ah, e é uma das melhores capas do JP.

  5. Marco Txuca

    Sobre a capa: votamos como a melhor deles, lembra?

    http://thrashcomh.com.br/thrash/2016/06/melhorpior-capas-3/

    Sobre o disco, vou na do Jessiê: “eu meio q gosto”. Melhor q o “Turbo”, pior q o “Painkiller”. Mas um tremendo meio termo entre ambos.

    Percebe-se um “Painkiller” latente em “Ram It Down”, o q foi definitivamente resolvido qdo arrumaram um baterista de verdade, Scott Travis.

    E percebe-se um abandono da ilusão de estourarem nos USA… do q ficou só a “Johnny B. Goode” esquisita (eu curto), q foi trilha de filme com Uma Thurman e Downey Jr., ñ lembro o nome.

  6. Jessiê

    O filme se chama “bom dia meninas” https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Johnny_Be_Good

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.