Thrash com H

1º SOM – 1º ÁLBUM

sexta-feira, 9 fevereiro, 2018 por Txuca

Dark Angel

1º som: certamente a faixa-título “Darkness Descends”…

1º álbum: … por conta de eu ter comprado o álbum “Darkness Descends”, ainda em lp (ainda tenho), sem nunca ter ouvido nada da banda. Comprei pq já conhecia o trampo de Gene Hoglan no Death e comecei a ir atrás de bandas com ele

Comprado em época noventista de ascensão do cd e em q vinis por aqui eram vendidos a preço de pão. Devo ter pagado algo equivalente a 5 golpes de hj no disco. E ñ curti. E comprei o cd só ano passado, pra reavaliar e poder gravar em pendrive pra ouvir no carro. Embora entenda a importância da banda e curta os 2 álbuns seguintes, continuo ñ achando grande coisa.

6 respostas

  1. Cassio

    Também não me agradam tanto. Vez ou outra ainda escuto para uma reavaliação mas não tem jeito. Mas no geral, muita gente endeusa este disco. acho que esses caras tinham, essencialmente, 2 problemas:

    1) queriam rivalizar com Slayer (ou foram vendidos como rivais diretos) – li isso numa coletânea da Combat, “speed kills III” e não deu certo.

    2) queriam ser rápidos, porrada e técnicos mas faltou um compositor de fato e envergadura moral na banda para organizar as músicas / letras etc e um produtor pra lapidar e passar um pente fino nas ideias.

    O único deles que tenho em CD é o “time does not heal” , que tem uma sonoridade um pouco melhor mas é muito extenso, complicado e pretensioso, resultando num disco muito chato e cansativo de ouvir inteiro (> 1 hora de som)

  2. Cassio

    Eta chefe…se fosse uma redaçao do enem eu estaria lascado por fuga do tema…o 1 album deles que escutei , foi o “we have arrived” (capa que tem um coveiro sendo assombrado), assim de tabela a primeira musica foi a A1 do LP. Um camarada meu o comprou em 1993 e eu gravei uma fita. Era raro pra cacete por aqui e a rapaziada da area sempre rasgava elogios à banda; quase tinha lista de espera para meu amigo empresta lo ao pessoal. Kkkkkkkkkk eta tempo bão !!!

  3. märZ

    Na pré-história do metal tupiniquim, os dois primeiros do Dark Angel eram carne de vaca, todo mundo tinha. O “We Have Arrived” é meio tosco, apesar de ter seus bons momentos. Já esse do post eu adoro, considero uma obra prima do thrash oitentista, de uma violência assombrosa, que na época só o Slayer tinha igual.

    Como comprei na ordem de lançamento, devo ter ouvido primeiro “We Have Arrived”, do album homônimo.

  4. Jessiê

    Endosso tudo que o marZ falou e inclusive tenho os vinis da época, comprei porque todo mundo tinha e a capa do “We have arrived” era legal. Certamente foi aí que ouvi pela primeira vez mas nunca curti muito, o “Darkness descends” me soa melhor, mas nunca dei muita importância e fui sacar o Gene já no death e tive que voltar para reouvir a bagaça para ver o que perdi. Não encontrei inclusive o que perdi.

  5. Rogério Cruz

    Também foi o primeiro que ouvi. Lembro que comprei esse vinil lá por mil novecentos e oitenta e lá vai bolinha em uma loja de instrumentos musicais e discos que existia (ou existe, nunca mais passei por lá) na região central de Sampa. A loja vendia uns instrumentos de quinta categoria e discos e fitas de samba, forró e moda de viola e sei lá como arrumaram um lote de discos da finada gravadora Enigma para vender por um precinho merreca. Como era moleque e dependia dos pais pra ter algum trocado, só peguei esse Dark Angel e o ‘Game Over’ do Nuclear Assault. Um amigo de escola que já trampava pegou todo o catálogo.
    Esse play saiu em uma época que várias bandas estavam lançando discos brutais e curtos, abusando da velocidade. Mesmo tendo lançado alguns discos aceitáveis, acho que esse é o melhor (pela brutalidade) e o que teve mais destaque. Mas continua sendo uma banda de quarto escalão.

  6. André

    Ouvi esse e o Leave Scars (decepcionante ). Só há boas referências dessa banda, mas tem algo que não me agrada. Acho que eu mesmo comentei por aqui. Faltou um compositor na banda e um produtor pra dar aquela lapidada. Já li que o Time Does Not Heal é o …And justice for all deles. Alguém pode confirmar?

    Tem aquela história que o Gene Hoglan ensinou o Dave Lombardo a tocar pedal duplo. Procede?

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.