Thrash com H

EMBATE

sexta-feira, 1 dezembro, 2017 por Txuca

versus

24 respostas

  1. märZ

    Agora tu pegou pesadíssimo, caro dono do boteco. Duas pérolas do heavy rock anos 70, nem sei o que dizer que já não se tenha dito. Só pra fazer parte da brincadeira, vou de Zep, mas na real não tem melhor nem menos melhor, os dois empatam.

  2. Jessiê

    Cara gosto muito de Led. Muito mesmo. Mas a maioria do Sabbath não tem como parear com nada, nem com os próprios da discografia. Ainda mais o volume 4, pra mim se fosse possível elencar o melhor disco de metal de todos os tempos seria este (e reign in blood em sequência).

    Sabbath com muuuuita folga, aliás pode juntar a discografia toda do Led e colocar junto que não chega a snowblind.

  3. Cassio

    Apesar de muitas faixas manjadas, vou no Led IV. Tenho muitas lembranças boas com ele. Tb curto muito esse BS. Um.dos mais pesados e tanto ‘cult’ e acho que é dos mais influentes dos caras.

  4. Fácil :
    Vol.4 sem dúvida.
    São 10 sons extremamente inspirados. A sequência de 6 grandes albuns em menos de uma década, deixa claro a qualidade do que era o sabath.
    É até vergonhoso a comparação. Se fosse o Master of Reality vs Vol 4, ficaria com o Master por uma unha.

  5. Marco Txuca

    Pô, se ñ é pra pegar pesado por aqui, a gente duela Skank vs Jota Quest… Bah

  6. Jessiê

    Tentar “encontrar alguém” e ser o “pacato cidadão” é de doer. É comparar nada com coisa alguma.

  7. Cassio

    Sou mais “uma partida de futebol”…

  8. As melhores do Led não cabem em uma fita VAT 60!!!

  9. märZ

    “Cosmotron” é um bom album. Tenho e recomendo a fãs de Bítouz.

  10. André

    O debut do Jota Quest é funkeira da boa.

  11. Jessiê

    Obrigado amigos, mas vou declinar. Rarará.

  12. Tiago Rolim

    Difícil demais essa! Quase impossível ser isento aqui. Apesar de achar a carreira do Led muito superior à do Sabbath, e de achar esse 4 do Led um monólito tipo aquele de 2001,o filme, fico com o Sabbath.
    Como disse, a carreira do Led é melhor que a do Sabbath. São 9 discos perfeitos, quis o destino que quando eles iriam começar a ficar fazendo merda e vivendo do passado, a morte lhes foi fazer uma visita.
    Sabbath teve um frescor tb nesse sentido. Quando a coisa.parecia que ia virar piada depois do Never Say Die, vem Deus p arrumar a casa. Mas, diferente da morte, Deus não é eterno e depois dele tome discos erráticos, gente entrando e saindo, saindo e entrando sem sentido e sem vigor. Apesar de Iommi sempre esfregar o máximo dos empregados.

    Viajei demais. Mas fico com o Sabbath. Até o Sabotage é quase impossível os discos não ganharam qq coisa.

  13. Marco Txuca

    Grato, Tiago!

  14. doggma

    heh… as constatações do amigo Tiago me lembraram as resenhas da velha Brigade datilografada. Bacana demais.

    Meus 2 cents: o ponto de maturidade das duas equipes. Estavam muito mais focadas musicalmente e prontas para conquistar mais público. Ambas fizeram grandes rendições ao mainstream nesses dois elepês (com suce$$o), mas também cravaram clássicos incontestáveis ao repertório “underground”, para satisfazer a torcida/horda de raiz. Mas enfim, o caso desses dois não é uma ciência exata, é Ali vs. Frazier. Nesse momento do post vou de “Vol. 4”, mas há pouco tempo ia de “Zep IV” tranquilo…

    Ps/subquestão: riff de “Supernaut” ou “Whole Lotta Love”?

  15. Marco Txuca

    “Supernaut”!

  16. märZ

    Whole Lotta Love, mas é do Led II.

  17. André

    Eu acho o Black Sabbath mais original em sua proposta. O Led tem uma vibe mais anos 60, hipponga, apesar de serem mais habilidosos como instrumentistas. Ambos são maravilhosos. Mas, fico com Sabbath. Mais original e sangue no zóio.

  18. Marco Txuca

    “Whotle Lotta Love” é o motivo de eu só ñ ter o “Led Zeppelin II”, dentre os discos do Led q tenho todos outros. Detesto o som, os vocais e o riff.

  19. märZ

    Queisso!

  20. Tiago Rolim

    Queisso? ???? É só não ouvir ela. O disco é massa demais doido!

  21. Marco Txuca

    Mas é por esse tipo de birra q tb voto em “Vol. 4”, faltou dizer. Mesmo ñ considerando o melhor dos sabbáthicos obrigatórios.

  22. Tiago Rolim

    Sem contar que a capa do Vol.4 é antológica!

  23. Marco Txuca

    De certo modo. Icônica, eu diria. Pq uma das piores capas do Sabbath. Coisa de quem ñ quis ter o menor trabalho em pensar.

    Se fosse disputa de capas, creio q a do “Led IV” ganharia de lavada!

  24. Tiago Rolim

    Sim. Ganharia, o desenhor e o contexto de não ter nome de nada nela a fazem especial. Mas essa imagem laranja de Ozzy…

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.