Thrash com H

UM ANO DEPO1S…

quarta-feira, 17 agosto, 2011 por Txuca

donzela-dando-migua-de-ser-o-altimo-interrogaaao-276114

O q ficou?

8 respostas

  1. Carol Txu-txu

    The Final Frontier…..
    Ô refrão grudento de bom !!!

  2. Rodrigo Gomes

    O menos fantástico desde a volta do Bruce, mas ainda assim, muito bom. O Iron exagera às vezes nas viagens progressivas, mas nota-se que é uma banda que envelhece com dignidade, fazendo o som que querem fazer, mesmo sendo criticados por isso. Seria muito mais fácil pra horda do Harris fazer discos mais simples e diretos, mas fazem o que lhes dá nas telhas. Up the Irons! Hail!

  3. Marco Txuca

    Pra mim, é o disco diferente q muita gente (e muito crítico) anseava, porém ñ um diferente do jeito q se esperava.

    (se é q alguém, fora o amigo FC, esperasse coisa diferente bem específica)

    Quando o comprei, passei 3 semanas ouvindo-o de cabo a rabo, e gostando de tudo. Até ir triando músicas menos legais, como “The Alchemist” ou “Mother Of Mercy”.

    Gosto pq nele finalmente Steve Harris passou a tocar diferente, as cavalgadas meio deixadas de lado. Fora por parecer realmente proceder q o patrão (conforme entrevista com o Papai Noel Murray q li) deixou de lado o fazer músicas, ficando mais entretido às letras. Finalmente dando carta branca pra Smith e Gers (e um pouco tb o Papai Noel) comporem o q quisessem.

    A faixa-título, quilométrica com aquela intro batuqueira nada a ver, ficou esquisita. Mas “Isle Of Avalon” e a barulheira de “Starbliind” achei memoráveis.

  4. märZ

    Se juntar Brave New World, Dance Of Death, A Matter e esse novo, dá um EP de 6 musgas razoáveis. Puta pé no saco. Parei com Iron em 88.

  5. Marco Txuca

    Mas vc ouviu os álbuns ou é das pessoas q simplesmente rejeita por rejeitar?

  6. märZ

    Tenho todos, Txuca.

  7. Tiago Rolim

    Curto este disco. Principalmente a vã tentativa de inovar por meros 3 ou 4 minutos, no inicio do disco.Ficou a certeza que eles não são mais jovens. O impeto da juventude acabou faz tempo. Mas ainda tem dignidade de fazer discos que, se não são clássicos, são bons o suficiente para uma banda do nivel do Iron. E são uma das poucas bandas com mais de 25,30 anos que lançam discos com uma certa regularidade. Talvez só o Motorhead tenha esta regularidade mais afiada.
    E esta é a capa mais legal desde o Real Dead One.

  8. FC

    Pra mim é o melhor disco desde a volta, apesar de que, como o Txuca disse, eu estar esperando algum lampejo da carreira solo do Bruce no Iron.

    No final, pra mim o saldo é: um grande disco de rock progressivo, um bom disco de heavy-metal e um disco razoável do Iron Maiden.

Comente este texto

Importante: Os comentários são moderados e por isso o seu pode demorar a aparecer. Não é preciso reenviar seu texto.